cartaz temporada

O longa “Temporada” é uma produção da Filmes de Plástico, com direção e roteiro de André Novais Oliveira. A história acontece em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte (MG), onde pessoas comuns vivem suas vidas no ritmo pacato das cidades mineiras. É lá que a personagem Juliana, interpretada por Grace Passô, passa por transformações após mudanças de emprego, de moradia e convivência com novos colegas de trabalho.

Juliana é uma mulher reservada e, aos poucos, vai se soltando enquanto encara a nova realidade. Ela sai de Itaúnas, interior de Minas Gerais, para um município maior depois de ser convocada por um antigo concurso. Junto aos colegas, que se tornam amigos, circula pela cidade para combater endemias como a dengue. O cotidiano é apresentado ao público a passos lentos, tal qual encontramos semelhante tranquilidade em regiões de Minas, mesmo nas cidades maiores. E não são deixadas de lado a contação de casos e a hospitalidade com o café e quitandas oferecidos aos agentes pelos moradores que visitam.

TEMPORADA. FOTO COM OS AMIGOS

O espectador acompanha a rotina dos personagens com naturalidade refletida também na interpretação dos atores. Em alguns momentos, parece que vivem aquelas vidas, que fazem parte de uma obra na qual não atores foram convidados para estar em cena e, não necessariamente, interpretar, com a intenção de manter a espontaneidade e a autenticidade.

André Novais consegue, de forma afetuosa e autêntica, tornar “assunto” a vida simples e sem grandes acontecimentos. Além do protagonismo de pessoas negras em suas histórias, O diretor ultrapassa a perspectiva de valorização dos negros como personagens, das mulheres que alcançam a independência e de questões sociais que podem ser postas em discussão. Ele leva a refletir sobre transformações internas que as pessoas podem passar no decorrer dos acontecimentos de suas vidas e que alteram suas ações. E é justamente o que acontece com Juliana. Sua história vai se reconfigurando, acompanhada da trilha sonora original de Pedro Santiago que, com sensibilidade, marca melodicamente momentos significativos dessas mudanças.

Grace Passô, também mineira, é atriz de teatro e cinema além de dramaturga e cronista. Ela se tornou mais conhecida com o papel no filme “Praça Paris”, de Lucia Murat, no qual a realidade era a carioca. Recentemente, recebeu o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Torino, na Itália, e foi homenageada na 22ª edição da Mostra de Cinema de Tiradentes (MG), em janeiro de 2019. Grace comenta que “ ‘Temporada’ capta esse período de transformação da vida”. Para ela, o filme é um convite para olhar as paisagens sob outras perspectivas. Ela completa: “aliás, o olhar do André tem a potência da poesia. A poesia negocia entre a síntese e a profundidade, assim como a câmera, os personagens e as situações que dirige.”

TEMPORADA. DIRETOR ANDRÉ NOVAIS

* André Novais Oliveira – Diretor, roteirista e produtor 

André Novais Oliveira ganhou diversos prêmios pelo seu primeiro longa “Ela Volta na Quinta”, que conta a história de uma família da região periférica de Contagem (MG). O diretor diz que a ideia para o “Temporada” surgiu em 2007, quando ele próprio trabalhou no combate a endemias em sua cidade, a própria Contagem. Relata que, quando entrava nas casas das pessoas, ficava fascinado por poder conhecê-las. Então, juntou a esse interesse a vontade de falar sobre uma personagem em processo de mudanças, em um momento específico de transformações na vida.

“Temporada” estreou fora do Brasil no Festival de Locarno (Suíça) e já passou por dezenas de festivais pelo mundo. Foi exibido na 42ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e na Semana de Cinema, no Rio de Janeiro. Como principal vencedor da Mostra Competitiva no 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, recebeu os prêmios de Melhor Filme, Melhor Atriz para Grace Passô, Melhor Ator Coadjuvante para Russo APR, Melhor Direção de Arte para Diogo Hayashi e Melhor Fotografia para Wilsa Esser.

O filme entrou em cartaz nos cinemas brasileiros no início de 2019. E, ainda que tenha permanecido, em média, duas semanas nas salas, recebeu boas críticas e promete sessões especiais, como a que será promovida pela distribuidora Petrobras Vitrine no dia 16 de fevereiro, no Cinema do Dragão, em Fortaleza (CE). E, futuramente, haverá sessões, ainda sem datas confirmadas, em mostras e cineclubes.

A produtora mineira Filmes de Plástico tem o diretor André Novais como um dos fundadores, ao lado de Thiago Macêdo Correia, Maurilio Martins e Gabriel Martins. A empresa é considerada a produtora que colocou Minas Gerais no circuito internacional de festivais. Além de mostrar um pouco da cultura mineira para o Brasil e o mundo, apresenta com naturalidade como os personagens conseguem lidar com as questões de suas vidas. É o cinema independente, não comercial, e a cultura brasileira de fora do eixo Rio-São Paulo apresentando novas leituras, temas e estéticas para outras regiões do país e para o mundo.

*Fotos: Divulgação

Por Clécia Oliveira – Jornalista e Produtora